Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2019

Os avanços da China na nova corrida espacial

Imagem
Quem não se lembra ao menos já ouviu falar da corrida espacial entre União Soviética e Estados Unidos, que marcou a segunda metade do século XX, no contexto da Guerra Fria. Em meio ao lançamento de foguetes, satélites e astronautas ao espaço, o americano Neil Armstrong pisou na lua em 1969, marcando para sempre a história da humanidade.
A Guerra Fria teve fim com a queda do Muro Berlim, em 1989, mas a corrida espacial não parece ter data para acabar. Passados 50 anos, o cenário de disputa dos avanços espaciais envolve, hoje, China, Rússia, Estados Unidos, Índia e Japão em uma corrida que tem colocado especialmente a Ásia nas manchetes dos jornais.
Para quem não está muito por dentro, fizemos uma retrospectiva de todos os avanços da China na corrida espacial dos tempos modernos. Vale muito a pena embarcar nessa missão! Os primeiros passos da China na exploração do espaço O programa espacial chinês nasceu em 1953 em uma parceria com o programa espacial da União Soviética. O apoio dos soviét…

Protestos em Hong Kong: se você ainda não entendeu, essa é a hora!

Imagem
Há 4 meses, o mundo ouve falar sobre a série de protestos violentos que estão acontecendo em Hong Kong. Mas você já entendeu por que as manifestações começaram e por que continuam mesmo após o governo ceder com o projeto de lei que deu início aos atos? Abaixo, explicamos tudo de uma maneira muito simples. Qual a relação entre China e Hong Kong?Hong Kong, que abriga hoje mais de 7 milhões de pessoas, foi, por 150 anos, uma colônia britânica. Em 1984, os governos da Inglaterra e da China acordaram que em 1997 o local voltaria a fazer parte do mapa chinês.
Mas esse retorno não seria assim tão simples. Hong Kong é parte do que os chineses chamam de “um país, dois sistemas”. Isso significa que o território tem um alto grau de autonomia, mas, para assuntos estrangeiros e de defesa, precisa seguir as decisões de Pequim.
Por ser uma região administrativa especial, o local tem as próprias leis, os próprios representantes do executivo e parlamento e garante aos cidadãos liberdades individuais que …

Trem-bala testado na China levita e chega a 600 km/h

Imagem
A China não para de anunciar novidades. Ficou pronto em 2019 mais um protótipo que promete revolucionar o transporte por lá: o trem bala-magnético, também conhecido como maglev, que alcança a velocidade de 600 km/h. O modelo produzido pela empresa CRRC está sendo desenvolvido há 3 anos e deve ser fabricado comercialmente em 2021.
Segundo os engenheiros envolvidos no projeto, o trem é leve resistente. Basicamente, a tecnologia diminui a fricção com o chão e propulsiona o veículo para a frente, fazendo-o levitar. A tecnologia parece até coisa de outro mundo, mas chegou para ficar - a ideia é que esse protótipo forneça as bases técnicas para o desenvolvimento de outros modelos no país.
Já tem trem-bala magnético circulando
O primeiro trem-bala magnético produzido na China começou a circular em  2002 no trajeto de 30 km entre o centro de Xangai e o aeroporto da cidade, que é percorrido em apenas 8 minutos. Esse é o único trem de levitação magnética a fazer percursos comerciais no mundo.
A dif…